Ser lúdico não basta

11/06/2009

É engraçado observar o poder de transformação que o futebol exerce no comportamento dos fanáticos.

Quando se trata de futebol até a mais sisuda das pessoas perde a compostura e parece esquecer os padrões de civilidade que tanto faz questão de manter em outras ocasiões. Os mais tímidos também tem seu comportamento alterado quando se trata de ludopédio : soltam em alto e bom tom os gritos contidos , sentindo-se protegidos e camuflados em meio à multidão. Os agressivos também aproveitam o momento e praticam suas perversidades ,ocultados em meio a um mar de camisas semelhantes.

Defendemos com tamanho vigor os times para o qual torcemos porque isso acaba-nos sendo uma característica marcante , e de certo modo nos caracteriza diante da sociedade como se fôssemos um reflexo dos estereótipos atribuídos aos nossos times.  Em muitos casos torcer para um time é como ser guardião de uma herança familiar imensurável.

O futebol exerce uma influência tão grande que atrai até mesmo os mais racionais e intelectuais , embora seja , na perspectiva do torcedor , uma atividade indubitavelmente irracional. Para o torcedor fanático o futebol transcende a atribuição de entretenimento . É religião para os céticos , forma um certo tipo sincretismo religioso para os crentes.  Torcemos , sofremos , gastamos milhares , alguns até enfartam , por algo que não traz qualquer benefício prático à nossa vida.

Sem dúvida o grande mérito do futebol está naquilo que o cerca . Futebol não é só 90 minutos , 22 jogadores e 2 balizas e bilhões de dólares.  Futebol não pode ser explicado em números , pois ele não é só um esporte , não é exato , não fica restrito às suas regras. É sobretudo a história de pessoas , anônimos ou ilustres.

O fanatismo pelo futebol pode ser explicado justamente pelo fato de ser irracional . São assim as melhores coisas da vida : a amizade , o amor e um grito de filho da puta na arquibancada.

Caio Hornstein

Anúncios

Uma resposta to “Ser lúdico não basta”

  1. Tan tan Says:

    Muito bons os três textos, rapaziada.
    Força na peruca!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: