Pega! Pega!

20/07/2009

O futebol divertido, gozador e irreverente está perdido. Pois o que se viu nesse sábado no São Januário foi ridículo. O garoto do time da casa Philippe Coutinho, foi advertido pelo árbitro por estar pedalando para cima dos marcadores. “Fiz para preveni-lo de futuras pancadas”, bela justificativa.

O que seria desse coitado em outra época do futebol? Pois como dito por Mouzar Benedito em uma crônica: “Garrincha chamava os marcadores de ‘João’ e dava-lhes um baile, coisa que hoje seria considerada humilhação e justificaria aos adversários baixarem-lhe o sarrafo – com a complacência dos comentaristas esportivos: ‘Ah, mas ele provocou…’ ”.

E não precisamos ir tão longe. Renato Gaúcho, Romário, Edmundo, Vampeta, Valdívia, faziam a festa das torcidas (de seus times, claro) dentro e fora de campo. Viola, que comemorou um gol imitando um porco em um Corinthians x Palmeiras, hoje certamente tomaria um cartão amarelo.

As declarações provocantes em semanas de clássicos viraram combustível para pancadaria, de jogadores e de bandidos torcedores.

A onda do “politicamente correto” está tirando o brilho do futebol. Temos que provocar, zombar, driblar, pedalar, chapelar. Mas claro,”nunca deixando de respeitar o adversário”

Felipe Blumen

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: