Copa de todo Mundo?

01/10/2009

Primeiramente gostaria de pedir desculpas aos nossos ávidos leitores pelo meu considerável tempo de ausência. Forças ocultas e um problema com a minha fonte (não a jornalística, a do computador) me impediram de ser mais ágil. Desculpas à parte, vamos ao que interessa: Faltam cerca 5 anos para a Copa do Mundo de 2014 ser realizada no Brasil e uma polêmica já destaca entra as que surgiram e que ainda surgirão: o fato da cidade de São Paulo poder não sediar a abertura da Copa do Mundo. Com o estádio do Morumbi sendo posto em xeque pelo “alto escalão” da Fifa, há ainda a possibilidade da construção de um novo estádio na cidade de São Paulo, capaz de atender a todos os caprichos da entidade máxima do futebol.

Não há como discordar que o estádio do Morumbi possui sérios problemas estruturais, além de problemas de acesso em seu entorno. Entretanto, não se pode negar também que o estádio do São Paulo Futebol Clube já existe, terá metrô ao lado e sua reforma não exigirá o uso de recursos público. A mera menção à construção de um imponente e custoso estádio na cidade de São Paulo é por si só alarmante. Contudo, há muitos conflitos políticos e interesses escusos por detrás da campanha de veto ao Morumbi. A verdade é que a cidade não precisa e tampouco comporta mais uma arena nos seus domínios.
Outro absurdo é cogitar, por motivos políticos, que a cidade de São Paulo não sedie a abertura de um evento desta envergadura. Razões não faltam para isso, se ainda é preciso explicitá-las: uma das maiores cidades do mundo, pólo econômico do país, melhor infra-estrutura turística. Além dos fatores ludopédicos: bairrismos a parte, o estado de São Paulo também é o maior estado brasileiro quando se trata de futebol, além de ter sido o portão de entrada para o esporte bretão no país. É risível imaginar Belo Horizonte, ou pior, Brasília, como palco de tal evento. Se o Rio de Janeiro não é questionado como palco da final, assim deveria ser tratando-se de São Paulo.
Você, caro leitor, já estoque seus pares de havaianas e várias unidades de brazilian typical candy paçoca para vender a visitantes gringos na porta do estádio para, quem sabe, recuperar um pouquinho do seu suado dinheirinho que será sugado por oportunistas até 2014.

Caio Hornstein

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: