Dia 15: O futebol ganhou

25/06/2010

Carlos Queiroz foi, até agora, o técnico que melhor entendeu o jogo do Brasil. Ao contrário do que ouço de muitos jornalistas, o Brasil não é um time de contra-ataque; a confusão é causada porque a equipe brasileira é muito efetiva quando contra-ataca, fazendo muitos gols dessa forma, o que está longe de querer dizer que baseia seu jogo em tal tática. O Brasil é um time de posse de bola, sempre fica com ela muito mais tempo que seu advsersário. Queiroz percebeu isso. Entendeu a importância de não tomar um gol antes dos 15 minutos, se isso acontecesse teria que dar o contra-ataque que o Brasil tanto queria. Aos poucos os patrícios foram se impondo e comandaram o segundo tempo, faltou pontaria para chegar ao gol, porém. Dunga demorou muito pra mexer e demonstrou não saber o que fazer para resolver o problema da lateral-esquerda, onde Michel Bastos ficou isolado sem ter com quem jogar; com Daniel Alves em campo o time fica ainda mais “desequilibrado”. Ao Brasil resta se preparar para pegar os fregueses chilenos, que tem um ótimo ataque e uma fraca defesa; penso que a única maneira do Chile sair vencendor deste jogo é marcando forte a saída de bola dos brasileiros e colocar alguém para acompanhar Maicon. Aos portugueses restou o duelo ibérico; o time da Espanha, assim como o do Brasil, é um time de posse de bola. Queiroz sabe o que fazer.

A Costa do Marfim meteu 3 nos norte-coreanos, resultado que já era esperado. Pelo menos para mim que coloquei isso no bolão.

Os chilenos foram pra cima dos espanhois e se arrisacaram a perder a vaga. A Suiça, no entanto, perdeu a chance de calar seus críticos e não conseguiu fazer um mísero gol em Honduras. O time suiço ia ser um perigo no mata-mata, tentando levar todos os jogos para ser decididos nas penalidades.

Seleção do dia: Eduardo; Maicon, Lúcio, Ricardo Carvalho e Fábio Coentrão; Inler, Xavi, Iniesta, Barnetta e Millar; Villa.

Pitacos: Numa dividida entre Pepe e Felipe Melo espero que os dois quebrem a perna.

Vai começar a chatice de falarem que vão torcer por Gana em razão de  ser o único time africano que restou na Copa. É um time muito fraco, fez 2 gols até agora no torneio. Ambos de pênalti! Estou com os yankees nessa.

Marcelo Bielsa é o grande ídolo deste blogueiro nesta copa, jogava pelo empate mas preferiu ir pra cima dos espanhois. Tomara que chegue um momento em que os que fazem o contrário sejam considerados loucos.

Rodrigo Giordano

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: