Dia 25: Season Finale

11/07/2010

Acabou. Espanha campeã. Fim do post.

Not.

Há o que se pensar sobre esta final de Copa do mundo entre Holanda e Espanha. Foi dito anteriormente neste blog que a seleção espanhola não era lá grande coisa e que não devíamos nos deixar levar pela empolgação da mídia esportiva. É aí que você se pergunta: “Mas então, espertões, por que que a Espanha foi campeã?”

Pois bem.

A Holanda – que não tem um time ruim, mas joga como se tivesse – deixou claro como jogaria a final. Com marcação forte e tentando aproveitar os erros dos espanhóis. Não deu certo, ou melhor, a marcação forte deu muito certo, mas os laranjas não souberam aproveitar os erros adversários. Robben perdeu duas chances claras de gol, não fizeram, agora teriam que se segurar. Mas segurar o empate é difícil quando se enfrenta um time com Xavi, Iniesta e Fabregas. Ainda mais quando o recurso adotado, de parar o jogo com faltas, o deixa com um jogador a menos e três meias de criação sendo obrigados a marcar. Uma bola entrou no gol de Stekelenburg, o gol do título, no segundo tempo da prorrogação. Os laranjas mais uma vez voltam para casa com o vice e com a dúvida. O Futebol Total de Rinus Michels não funcionou, o “anti-Futebol Total” – expressão de PVC, comentarista da ESPN Brasil – de Van Marwick também não. E agora, o que é o certo? Eu tenho um sonho: ver uma Holanda em 2014 jogando bonito e atingindo resultados.

Essa poderia ter sido a bola do jogo

É a Copa com a segunda pior média de gols de todas, superando apenas o mundial de 1990, o qual eu não vi, mas nunca ouvi falar bem. Assemelha-se ao mundial de 1994, o qual me lebro de pouco, mas quem se lembra de muito, não tem boas recordações.Exceto pelo primeiro tempo do jogo contra a Alemanha e pelo segundo tempo dessa final, a Fúria confirmou um mundial medíocre. Perdeu na estréia e ganhou os 6 jogos seguintes, 5 deles por um gol de diferença. É a campeã com a pior média de gols da história das Copas. Mas é a campeã. Não gostou, azar o seu. Os espanhóis comemoram enquanto o resto do mundo aplaude e chupa o dedo.

Mas foi essa

 

Seleção do dia: Casillas; Van der Wiel, Puyol, Pique, Sergio Ramos; Xavi, Iniesta, Fabregas, Sneijder; Villa, Pedro.

 

Pitacos:

Esqueçam a vuvuzela, a jabulani, o Dunga, o Felipe Melo e o Galvão Bueno. Guardem a bandeira do Brasil, revejam a tabela do brasileirão, tirem as camisas dos clubes do armário, montem seus times no cartola.

Ricardo teixeira? Morumbi? Técnico da seleção? Que nada! Quarta feira tem Corinthians na TV.

Sem mais.

Felipe Blumen

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: