Tudo que você sempre quis saber sobre a Copa mas tinha medo de perguntar

13/07/2010

Entre bolas sobrenaturais, “cold-feet-lead-singers”, campanhas pró-silêncio de certos narradores, cefalópodes adivinhadores e uma menina paraguaia que trata seu celular como um filho, a Espanha se sagrou campeã numa Copa que chamou mais atenção por fatores exteriores do que do jogo propriamente dito. Injustiça talvez. Não acho que tenha sido uma Copa medíocre, mas entendo os que pensam assim. Pouco antes do torneio mais importante do mundo começar, somos bombardeados por lembranças do passado e por lances que marcaram várias gerações, parece que todos os jogos das Copas antes dos anos 90 foram sensacionais. Não é bem assim. É claro que os jogos da primeira rodada serviram para exacerbar essa visão, porém já na segunda rodada começamos a ter bons jogos, o que pra mim prova que as seleções da Copa seguem as tendências dos clubes, não assistimos a nenhuma grande novidade tática ou técnica, assim, o certame só melhorou a partir do momento que as equipes passaram a jogar mais livremente, abrindo mão (em partes) da rigidez tática que se vê em todos os campeonatos do mundo. Destarte, se queremos aproveitar mais a Copa, devemos entender qual o estilo de jogo do futebol atual e nos livrar da nostalgia das Copas anteriores, além de exercitar melhor nossa memória: o torneio que vimos na África foi melhor do que na Alemanha e na Coreia/Japão.

Findada a Copa, grande parte da imprensa tratou de analisar a arbitragem do torneio e chegar à conclusão de que esta foi desastrosa. Discordo. Não se pode esquecer de tirar lições de erros crassos que ocorreram na competição, tendo como maior imagem o gol não validado dos ingleses em partida contra os alemães. A expectativa é de que equívocos como esses possam despertar a inerte e conservadora FIFA para que esta tome atitudes, adotando medidas simples e pouco dispendiosas, como a implantação de árbitros auxiliares atrás dos gols. O spray para assinalar o local de cobrança de faltas e o posicionamento da barreira, com o qual nós brasileiros já nos habituamos há muito tempo, também é outra implementação singela que pode evitar reclamações, sem haver o uso de chips e tecnologias cibernéticas. Apesar de algumas falhas graves, decisivas no resultado de alguns jogos, sustento a opinião de que houve uma boa arbitragem na Copa da África. Na maior parte das partidas, os profissionais de arbitragem cumpriram seu papel, deixando o jogo fluir e ignorando a encenação dos profissionais de bola.  Prova maior disso é que o duramente, e justamente, criticado canalha Carlos Eugenio Simon desempenhou um bom papel.

Copa do Mundo África do Sul 2010: show de transmissão. Ou não. É impossível nao perceber o exagero com o qual a imprensa esportiva tratou o mundial do continente africano. O Brasil foi simplesmente o país com o maior número de representantes na África, fato comprovado pelas incessantes horas destinadas ao certame nos diversos canais da tv aberta e paga. Desde a ufanista Rede Globo até a “alternativa” ESPN Brasil, todos rechearam seus estúdios no IBC com muitas pessoas falando poucas coisas. Ou seja, apesar do grande número de comentaristas, a qualidade dos comentários sempre deixava a desejar. O motivo de tal exacerbação? Talvez as grandes corporações tenham em mente os mais de 190 milhões de telespectadores que assistirão ao mundial de 2014 pensando qual emissora foi bem na Copa de 2010. Infelizmente essas pessoas se lembrarão dos 100 repórteres que estavam falando asneiras in loco e não dos 5 que, do Brasil, observaram perfeitamente os meandros da Copa.

Seleção da Copa: Casillas; Lahm, Tanaka, Mertesacker e Fábio Coentrão; Schweinsteiger, Xavi, Sneijder e Forlán; Villa e Müller. Técnico: Óscar Tabárez

Seleção dos indesejáveis: Green; Otamendi, Demichellis, Cannavaro, Heinze; Felipe Melo, Pepe, Govou, Camoranesi; Iaquinta e Tomasson. Técnico: Preciso falar?

Pitacos: Chega de frescura. Vamos ao campeonato que realmente interessa: a Série B voltou.

Equipe Entretraves

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: